quinta-feira, 29 de março de 2012

NÃO APOIO O "É VENTO GOSPEL" DO PR. SILAS

Depois que um amigo disse, hoje prestei atenção ao outdoor do "é vento gospel" ocorrido no último final de semana aqui em Recife. No pé do outdoor encontrava-se a seguinte informação: "Apoio: Igreja Evangélicas de Pernambuco". Então, faço saber:

1. Sr. Silas Malafaia, a Igreja Presbiteriana dos Guararapes, por mim pastoreada e federada à IPB, NÃO DEU APOIO ao seu "show gospel". Não fomos consultados sobre o que pensamos sobre o show oferecido. Logo, a sua informação está errada ou foi de má-fé. Deveria-se dizer: "Apoio: ALGUMAS igrejas evangélicas"

Ainda neste assunto, ficou notório, claro como a luz que alumia pelo sol do meio-dia, que nem mesmo a Assembleia de Deus de Pernambuco do Templo Central de Recife deu apoio ao seu show. À mídia local, a AD divulgou UMA DÚZIA DE CRUZADAS nos mais diversos bairros do Recife exatamente nos dias de sua presença aqui. Certamente que, DEZENAS de outras igrejas cristãs não deram apoio ao seu show. Portanto, na próxima ocasião não deixe de frisar isso: "Apoio: ALGUMAS igrejas evangélicas"

2. Sr. Silas Malafaia, se houve alguma igreja presbiteriana do Brasil, ISSO NÃO QUER DIZER QUE A IPB tenha apoiado. É uma decisão particular daquela igreja local. Porém, comprometedora, visto que em caso de associações religiosas deste tipo, onde mesclam-se neopentecostais com práticas espúrias à Sã Doutrina, como as últimas pregadas pelo sr., tais como "unção dos R$ 900,00", "semente de R$ 1000,00" com a promessa de "salvação da família inteira" para quem contribuir; "barganha com Deus" etc., etc.

Se o apoio foi apenas por ordem dos pastores das igrejas locais, não deveriam fazê-lo sem anuência de seus respectivos Conselhos, que têm, entre outras funções, "resolver caso de dúvida sobre DOUTRINA e PRÁTICA, para orientação da consciência cristã"(CI/IPB, art. 83, "n"). Se o Conselho deu anuência, o fez contrário às decisões da IPB quanto à relação de pastores e igrejas federadas à IPB com igrejas de práticas neopentecostais:

"Quanto ao documento 220: O SC/IPB-2010 RESOLVE: Determinar que ao ministro da IPB não lhe será permitido exercer seu pastorado em denominações neo-pentecostais, conforme o Art. 43 da CI/IPB, por contrariar o prescrito no Art. 33 dos Princípios de Liturgia da IPB"

Eles, se for o caso, aos estarem apoiando o seu show, vão contra as Resoluções de nossa amada IPB. O seu show tinha caráter litúrgico, não tinha? Então, eles, caso tenham se envolvido, erraram duas vezes:

"Determinar aos concílios da Igreja Presbiteriana do Brasil que velem pela execução da liturgia reformada, conforme expressa nos Símbolos de Fé e Princípios de Liturgia adotados pela IPB, repelindo todas as práticas estranhas a eles, quer sejam elas “Neo-Puritanas” de restrição de genuínos atos litúrgicos, quer sejam de acréscimos de PRÁTICAS ANTROPOCÊNTRICAS 'NEO-PENTECOSTAIS'. ”(RESOLUÇÃO LXXVI – Quanto aos documentos 027, 028 e 229: O SC/IPB-2010 RESOLVE: 1. Referendar a decisão da CE-SC/IPB 2008, contida no documento 193: “CE-SC/IPB-2008 – Doc. CXCIII).

Se houve alguma igreja federada à IPB, também colocam-se contra a Assembleia Geral da IPB (Supremo Concílio) por apoiarem as práticas e doutrinas realizadas em seu show:

"SC - 1990 - DOC. CXXXI: Quanto ao Doc. 106, consulta do Sínodo Espírito Santo-Rio de Janeiro sobre “quais os ramos denominacionais que a IPB, considera reconhecidamente evangélicos”, documento advindo da CE-SC/IPB, o SC resolve: 1) Considerar como igrejas RECONHECIDAMENTE EVANGÉLICA TODAS QUE ACEITAM, PROFESSA E NORTEIAM suas vidas nos parâmetros da Reforma Protestante do Século XVI. 2) Recomendar que as Igrejas Presbiterianas encaminhem para classe de catecúmenos ou formação doutrinária os membros ou adeptos das igrejas ou seitas chamadas Pentecostais ou neo-pentecostais, antes de serem recebidos como membro"

O Sr. nem os que lhe apoiam correspondem ao exposto acima. O sr. já fez declarações estapafúrdias contra a Doutrina da Eleição, da Predestinação, contra o Sola Scriptura e outras doutrinas características da Reforma Protestante. Vocês NÃO SÃO PROTESTANTES. Se, digo SE, então, alguma igreja da IPB lhe deu apoio, mais uma vez estão contra a IPB. Lamentável.

3. Sendo assim, sr. Silas, nem eu ou meu Conselho apoiamos ou apoiam seu evento. Não estamos sem orientação. Antes, nossos pastores já orientaram-nos nesta e em outras questões. Portanto, NÃO DEI, NÃO DOU, NEM DAREI meu apoio aos seus shows, enquanto o Verdadeiro Evangelho de Cristo não for proclamado em tais associações.

Resolvi escrever este texto após o seu "é vento gospel" em razão antes não atinada quanto às implicações de seu outdoor. Como não dou a mínima para o que o sr. veio fazer aqui no Recife, então não atinei a isso. Falha minha. Deveria, e a partir de agora mais ainda, estar mais atento com os Lobos que chegam próximo ao Rebanho do Senhor a fim de devorar Suas Ovelhas.

Gaspar de Souza

Um comentário:

Sala do Areópago disse...

GASPAR TEM MEU TOTAL APOIO MEU IRMÃO EM CRISTO, SILAS É UM LOBO QUE FALA INDEVIDAMENTE EM NOME DE TODOS, O QUE PODERIA LHE ACARRETAR UM PROCESSO CIVIL. BOM TEXTO. JEFERSON