quinta-feira, 28 de julho de 2011

Culto de abertura do 2º Semestre de 2011 no Seminário Presbiteriano do Norte


Edson Dantas3De volta às aulas, o Seminário Presbiteriano do Norte, instituição da Igreja Presbiteriana do Brasil, fundada há quase 112 anos, promoverá um culto de ações de graças na próxima segunda-feira, dia 1º de Agosto, com a participação de alunos, professores, funcionários e convidados especiais, entre os quais o Coral da Igreja Presbiteriana de Casa Forte e do Rev. Edson Dantas de Oliveira, pastor da Igreja Presbiteriana da Boa Vista e atual Diretor do Colégio Presbiteriano Agnes Erskine.

Aproveito a oportunidade para convidá-lo a participar conosco deste culto de louvor e adoração a Deus, pela abertura do semestre. Abaixo o convite oficial do culto.

Convite


Fonte: http://marcosandremarques.blogspot.com/2011/07/culto-de-abertura-do-2-semestre-de-2011.html

   Reprodução
A maioria das lideranças religiosas nos países pobres e emergentes acha que a lei deveria seguir a "Bíblia".
Um instituto de pesquisas americano traçou um dos retratos mais completos de que se tem notícia das ideias dos líderes evangélicos. Os investigadores do centro de pesquisas Pew, uma instituição sem fins lucrativos que estuda costumes e tendências da sociedade, aproveitaram que líderes evangélicos do mundo todo se reuniram em um congresso na Cidade do Cabo, na África do Sul, em outubro de 2010, e fizeram aos religiosos uma série de perguntas. O relatório ficou pronto no mês passado. As respostas de 2.196 líderes, vindos de 166 países, revelaram as ideias e os sentimentos dos pastores, que inspiram um grupo de fiéis, cujo número varia de 246 milhões (de acordo com o Pew) a 600 milhões de pessoas (segundo a Aliança Evangélica Mundial). No Brasil, calcula-se que a população evangélica seja de 50 milhões de pessoas. A pesquisa descobriu que a ameaça mais temida pelos líderes entrevistados é a separação entre a fé e a vida moral e intelectual, conhecida como secularismo. Mais de 80% deles acreditam que devem manifestar suas opiniões políticas. Surpreendentemente, 58% dos líderes evangélicos das nações pobres e emergentes acreditam que a Bíbliadeveria se tornar a lei de seus países.
   Reprodução    Reprodução    Reprodução
   Reprodução
   Reprodução


Fonte Original: http://news.noticiascristas.com/2011/07/o-credo-dos-evangelicos.html#ixzz1TOnffFCu Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial

A Deus o Rev. John Stott! Não um "adeus", mas um "até em breve"!

Por Rev. Mauro Meister

Como Augustus escreveu semana passada, morreu Amy Winehouse, uma inglesa de grande influência no mundo pop. Morreu, supostamente, de overdose, aos 27 anos. Ainda não há um laudo, mas, pela sua vida, ninguém acredita que seja diferente disso. Muitas vezes apareceu em público sob a influência de drogas e pelo que vemos na televisão muitos de seus fãs encontram-se profundamente enlutados. O mundo lamenta uma morte trágica.

Morreu hoje, aos 90 anos, John R. W. Stott, outro inglês de grande influência, mas na contra-cultura pop. Nascidos no mesmo país, no mesmo século mas em universos diferentes (lembrando do livro de James Sire, O universo ao lado no qual mostra que universos diferentes são concebidos de acordo com a visão de mundo do indivíduo).

Amy celebrou o hedonismo do seu universo e espalhou aquilo que recebeu de seu tempo. Stott celebrou a santidade e uma vida simples, olhando para um universo completo e cheio da graça de Deus (Conheci a casa de Stott e ali fiz duas refeições simples e singelas, preparadas por ele mesmo. Ele mostrou, com grande entusiasmo, os slides de um esporte radical que praticava: ver pássaros in natura! Escreveu um livro chamado The Birds our Teachers, ilustrado com fotos que ele mesmo tirou).

Amy levou uma vida regrada a bebida, drogas e sexo pregando este estilo de vida pela sua música. Stott pregou a centralidade de Cristo, a vida de Cristo e a obra de Cristo. (Em 1985 estudei no London Institute for Contemporary Christianity e tive aulas de hermenêutica bíblica com Stott. Ele me ensinou que o pregador crente deve viver em busca de integridade hermenêutica, respeitando o autor divino e o autor humano das Escrituras.)

A mídia noticiou incansavelmente a morte de Amy, mas duvido que a notícia da morte de Stott saia em mais do que alguns noticiários pontuais no exterior. Mais uma evidência de que este homem, capelão da rainha da Inglaterra, era contra-cultura.

No dia 06 de outubro de 1985 fui participar do culto em All Souls Church, onde Stott era pastor emérito. Ele pregou nos primeiros versos de Hebreus, "Jesus, a palavra final". Lembro-me de ter vertido lágrimas diante da clareza, simplicidade e autoridade com que expôs a Escritura. Hoje ouvi novamente o mesmo sermão, lágrimas me vieram mais uma vez (http://allsouls.org/Media/Player.aspx?media_id=50218&file_id=53536). Eis o esboço:

1. Cristo e a Palavra: Ele é a Palavra de Deus, completa e final.

2. Cristo e a criação: Ele é o agente, o sustentador e o herdeiro, o Cristo cósmico, o alfa e o ômega.

3. Cristo e o Pai: Ele irradia a glória de Deus: idêntico em natureza e essência; Ele é o selo da natureza de Deus: distinto em pessoa.4. Cristo e a Salvação: veio para lidar com pecados, purificar dos pecados e cumprir uma obra perfeita, a justiça perfeita de um Deus justo!Aplicação: este é o seu Cristo? Ele é único ao revelar e salvar. Quem entende isto, sabe que não pode recorrer a mais ninguém. Esta era a tentação dos Hebreus que receberam carta. Nós precisamos voltar a esta visão bíblica de Cristo. É o caminho para este mundo sincretista e pluralista. Nunca esqueça, não há outra revelação. Não há nada que possa substituir, melhorar ou ser acrescentado à revelação no Verbo encarnado. Depois que vemos a Cristo, não há outra coisa no que possamos crer. Nunca esqueça, não há outra salvação: Ele é completo, singular. Não há outro em que se possa encontrar salvação. Ele também é salvador singular. Sem Cristo não há revelação e não há salvação. Ele é "hapax", de uma vez por todas... Deus não tem mais a dizer do que Ele já disse nesse salvador. Crer nisto é ser cristão evangélico.Que o Senhor nos abençoe com homens abençoados como foi Stott para a glória dEle. Os céus celebram a chegada de um feito santo pelo sangue de Cristo.

PESQUISA IBOPE REVELA QUE MAIORIA DOS BRASILEIROS CONTRA CASAMENTO GAY

José Roberto de Toledo

Uma maioria de 55% dos brasileiros é contrária à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Mas o tema divide a população: 52% das mulheres são a favor enquanto 63% dos homens são contra. As opiniões variam muito em função da religião, idade e escolaridade dos entrevistados.

Fonte: Estadão Online

A pesquisa foi feita pelo Ibope Inteligência entre 14 e 18 de julho. Foram entrevistados pessoalmente 2 mil brasileiros de todas as regiões do país, seguindo as quotas de distribuição da população por idade, sexo e classe de consumo. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. Os resultados podem ser extrapolados para toda a população brasileira.

A decisão do STF vai ao encontro do que pensam os brasileiros com menos de 40 anos, e contraria os mais velhos. O apoio à união gay varia de 60% entre os jovens de 16 a 24 anos a apenas 27% entre aqueles com 50 anos ou mais.

Não há pesquisas anteriores que revelem a tendência histórica, mas se a maioria dos jovens mantiver seus pontos de vista quando envelhecer, é possível que a opinião da maioria mude no médio prazo. Isso também pode ocorrer se aumentar o grau de educação da população.

A tolerância ao casamento de pessoas do mesmo sexo cresce com a escolaridade. A aceitação da união entre homossexuais é praticamente a metade entre quem só cursou até a 4ª série do fundamental (32%) em comparação a quem fez faculdade (60%).

O mesmo ocorre com as classes de consumo. Nas classes D/E, 62% são contra à oficialização da união gay. A taxa de rejeição cai para 56% nos emergentes da classe C, e fica em 51% na soma das classes A/B. Isso se reflete nas diferenças geográficas. Entre os brasileiros do Nordeste e Norte, onde a renda e escolaridade são menores, 60% são contra a união gay.

Mas nada divide mais a opinião dos brasileiros sobre esse assunto do que a religião de cada um. Entre os 60% de brasileiros católicos (50% a 50%) e entre os 12% de ateus/agnósticos (51% de apoio) há um racha de iguais proporções. Entre espíritas e adeptos de outras religiões não-cristãs, o apoio ao casamento de pessoas do mesmo sexo chega a 60%.

Quem desequilibra as opiniões contra a união estável homossexual são os evangélicos/protestantes. Com peso de 23% no total da população em idade de votar, eles são esmagadoramente contrários à decisão do STF: 77%. Apenas 23% concordam com os ministros.

As tendências apresentadas acima se mantêm quando a pergunta é: “Você é a favor ou contra a adoção de crianças por casais do mesmo sexo?”. Praticamente os mesmos 55% são contrários, contra 45% que são a favor. A ideia tem oposição de 62% dos homens, mas só de 49% das mulheres.

O apoio à adoção por casais gays é maior entre os mais jovens (60% entre pessoas de 16 a 24 anos) e mais escolarizados (58% no nível superior). A oposição é muito maior entre os mais pobres (62% nas classes D/E) e, principalmente, entre os evangélicos (72%).

Não opinião de Laure Castelnau, diretora-executiva de marketing do Ibope Inteligência, “o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia-a-dia, mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão”.

Isso porque o instituto perguntou qual seria a reação do brasileiro caso seu melhor amigo revelasse ser homossexual. A grande maioria, 73%, respondeu que a revelação não afastaria um do outro. Mas 14% disseram que se afastariam um pouco do amigo gay, e 10%, que se afastariam muito. Os mais incomodados seriam os mais pobres, os mais velhos e os evangélicos.

O Ibope investigou também a opinião dos brasileiros sobre o exercício de carreiras do serviços público por homossexuais, a saber: médicos, policiais e professores do Ensino Fundamental. Embora a grande maioria não tenha restrições, o preconceito é maior contra policiais e professores gays.

Os brasileiros totalmente a favor que homossexuais trabalhem como policias são 59% da população. Outros 15% são “parcialmente a favor” (o que não deixa de ser uma forma branda de ser contra), 9% são “parcialmente contra” e 15% são totalmente contra. A maior oposição vem dos homens, dos evangélicos, dos mais pobres e dos menos escolarizados.

No caso de um homossexual dar aulas da 1º à 9º série, o apoio incondicional fica em 61% dos brasileiros. São “totalmente contra” 15%, “parcialmente contra” 9% e “parcialmente a favor” 15%. Os que sem opõem são os mesmos contrários a que haja policias gays.

Já a contrariedade a médicos homossexuais no serviço público é menor, em comparação às outras profissões. Dois em cada três brasileiros são “totalmente a favor”. Apenas 15% se declaram contra (8% totalmente, 6% parcialmente), e 17% “parcialmente a favor”.

Mais uma vez, o apoio a que os gays exerçam a carreira de médico é sensivelmente maior entre as mulheres (73%), entre os mais jovens (73% até 29 anos), entre quem fez faculdade (75%), no Sudeste (74%) entre os católicos (70%) e adeptos de religiões não-cristãs (80%).

terça-feira, 26 de julho de 2011

Futuros Criminosos? Viva o Humanismo!



A Bíblia nos ensina em Provérbios 22.6: "Ensina a criança no caminho que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele." A chefia de polícia de Houston, Texas (EUA), publicou as seguintes diretrizes irônicas sobre a educação de filhos:

Como posso conduzir meu filho a caminhos errados?

  1. Desde pequeno, dê ao seu filho tudo que ele deseja.
  2. Ache graça quando seu filho disser palavrões, pois assim ele ficará convencido da sua originalidade.
  3. Não lhe dê orientação espiritual. Espere que ele mesmo escolha "sua religião" depois dos 21 anos de idade.
  4. Nunca lhe diga que ele fez algo errado, pois isso poderia deixá-lo com complexo de culpa.
  5. Deixe que seu filho leia o que quiser... A louça deve ser esterilizada, mas o espírito dele pode ser alimentado com lixo.
  6. Arrume pacientemente tudo que ele deixar jogado: livros, sapatos, meias. Coloque tudo em seu lugar. Assim ele se acostumará a transferir a responsabilidade sempre para os outros.
  7. Discuta freqüentemente diante dele, para que mais tarde ele não fique chocado quando a família se desestruturar.
  8. Dê-lhe tudo em comida, bebida e conforto que o coração dele desejar. Leia cada desejo nos seus olhos! Recusas poderiam ter perigosas frustrações por conseqüência.
  9. Defenda-o sempre contra os vizinhos, professores e a polícia; todos têm algo contra seu filho!
  10. Prepare-se para uma vida sem alegrias – pois é exatamente isso que o espera!

Quem "educar" seus filhos dessa maneira, realmente deve esperar anos difíceis, pois a Bíblia diz em Provérbios 29.15b: "...a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe". Aquele, entretanto, que seguir a Palavra de Deus na educação, experimentará o que diz Provérbios 29.17: "Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma." (Norbert Lieth)


Fonte: Chamada da Meia-Noite

segunda-feira, 25 de julho de 2011

ANTES E DEPOIS DO USO DAS DROGAS - HOMENAGEM AO STF

Da droga para a lama: imagens chocantes mostram a destruição física de viciados

Depois de algum tempo, os cabelos já não são os mesmos. O rosto perde a cor. As bochechas somem. Os dentes caem. A pele ganha manchas, olheiras, rugas, machucados. Os olhos perdem completamente o brilho.

Esses são os efeitos físicos mais visíveis causados pela uso de drogas pesadas, incluindo cocaína, heroína e metanfetamina – como você pode ver nas chocantes imagens abaixo.

As fotos à esquerda mostram viciados de drogas ao serem presos pela primeira vez. Às da direita, revelam as mesmas pessoas algum tempo depois, durante a segunda, terceira ou quarta passagem pela cadeia. As imagens foram organizadas pelo gabinete do xerife do Condado de Multnomah, no Estado de Oregon, nos Estados Unidos, com o objetivo de alertar a população para os efeitos reais das drogas.

E são apenas os efeitos físicos. Imaginem os efeitos psicológicos. Assustador, não?!

psicológicos. Assustador, não?!

viciado-drogas

Fotos com diferença de 7 anos

viciado-drogas3

Diferença de 3 anos

viciado-drogas4

Diferença de 3 anos

viciado-drogas5

Diferença de 4 anos

viciado-drogas6

Diferença de 2 anos

viciado-drogas7

Diferença de 4 anos

viciado-drogas8

Diferença de 7 anos

viciado-drogas9

Diferença de 6 meses

viciado-drogas10

Diferença de 4 anos

viciado-drogas11

Diferença de 11 anos

viciado-drogas12

Diferença de 8 meses

viciado-drogas14

Diferença de 1,5 anos

viciado-drogas16

Diferença de 2,5 anos

viciado-drogas17

Diferença de 1 ano

viciado-drogas18

Diferença de 3 meses

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Pena de Morte: Texas executa homem que matou Muçulmanos após 11 de Setembro - O que você pensa a respeito?

Depois de perder a irmã no atentado terrorista, Stroman teve ataque de ira

AFP

Mark Stroman

Mark Stroman

O assassino confesso de dois muçulmanos em 2001, nos Estados Unidos, foi executado na noite de quarta-feira. Mark Stroman teve um ataque de ira após o atentado de 11 de setembro - no qual perdeu a irmã - e matou os homens a tiros no Texas, deixando um terceiro gravemente ferido.

A vítima que sobreviveu, Rais Bhuiyan, chegou a apelar ao governador do Texas, Rick Perry, e ao Departamento de Justiça Penal do estado para que a vida de Stroman fosse poupada, e sua sentença substituída por prisão perpétua. Contudo, seu pedido foi negado por um juiz federal horas antes da execução, por injeção letal, às 20h53 (horário local) em Huntsville.

"Estou em paz", disse Stroman, em sua declaração final. "O ódio continua no mundo e deve parar. O ódio causa dor. Ainda que eu esteja deitado aqui, me sinto totalmente em paz", encerrou.

Histórico - Stroman ficou "emocionalmente perturbado" após os ataques terroristas contra as torres gêmeas de Nova York, e sua dor pela morte da irmã foi rapidamente substituída por fúria, segundo sua advogada, Lydia Brandt, durante a alegação final perante a Corte. "Ele ficou obcecado em dar uma resposta aos muçulmanos que atacaram os Estados Unidos." Dias após o ataque, ele assassinou um paquistanês e um imigrante hindu. Numa outra tentativa, tentou matar Bhuiyan, que sobreviveu, mas perdeu um olho por causa do tiro no rosto.

(Com agência France-Presse)

Fonte: Veja Online

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Por que os Cristãos deveriam Estudar Cosmovisões?

Para descobrir o que é uma Cosmovisão
Existem muitas compreensões deste termo. Mas, o que “cosmovisão” realmente significa e por que ela é importante?
Para obedecer ao mandamento bíblico de “amar a Deus com todo coração, com tua alma, com toda a força e com toda a mente”(Lc 10.27; Mt 22.37; Mc 12.3)

Para descobrir qual a cosmovisão governa sua vida e pensamento – que é isto? Como você conhece isto? Por que você faz isto? Por quê?

Para descobrir como Deus trabalha no mundo
Ao olhar para o quadro geral da história, você começa a perceber que as coisas fazem sentido como se os vários eventos encaixam-se para tornar a história verdadeiramente significativa.

Para entender melhor a Bíblia e aplicá-la a sua vida.
Você entenderá melhor seus próprios pressupostos e crenças no pré-estudo da Bíblia e entenderá a própria cultura na qual a Bíblia foi escrita; você entenderá a progressão da mensagem de Deus e estará melhor habilitado para fazer aplicações práticas a sua vida.

Para entender melhor os tempos e dar sentido às coisas
Não apenas a história começará a fazer sentido para você, mas também a sua compreensão dos eventos e problemas atuais aumentará. Você será melhor equipado como um cidadão e poderá ver melhor se papel de cristão na cultura e na sociedade

Para descobrir significado e propósito
Uma das mais profundas necessidades da humanidade é encontrar algum propósito primordial e algum sentido para vida e para o universo. A cosmovisão de alguém, independente de estar ou não consciente dela, de ser sistematizada ou não, é o principal meio pelo qual nós, seres humanos, alcançamos tais objetivos importantes.

Para descobrir por que nossa tradição e valores culturais têm mudado tanto nos últimos anos.
Estudar cosmovisões ajuda-nos a esclarecer as razões subjacentes por que as pessoas pensam e agem dos jeitos fazem.

Para desenvolver maneiras de compartilhar a Jesus Cristo com amigos e desconhecidos.
Entender as Cosmovisões e processos de pensamentos aguça sua capacidade de testemunhar e evangelizar. Um evangelista compartilha as boas novas. Estudar Cosmovisões tornará esta tarefa mais fácil.

Para descobrir porque seu pensamento e comportamento nem sempre estão em concordância
O estudo de Cosmovisões abre o sistema de valor inconsciente de alguém para análise e revela os “controles de crenças”. Estudar Cosmovisões ajuda explicar a inconsistência entre nossas crenças professadas e nosso comportamento real.

Para Organizar suas Ideias e Crenças
Como um sistema de arquivamento bem organizado, o cérebro (ou mente) trabalha mais eficientemente quando o pensamento está organizado. Uma Cosmovisão é mais útil quando é sistematicamente pensada e organizada.

Para desenvolver habilidade de pensar criticamente e aprender a reconhecer os pressupostos ocultos...
...Seus e dos outros. Todo mundo tem um pré-conceito e o estudo de cosmovisões ajuda a identificar os preconceitos e suas fontes.

Para aprender a pensar mais como Cristo
Paulo admoesta aos Cristãos a terem a mente de Cristo (1Cor 2.16). Pensar ou não pensar não é uma opção para os Cristãos. Paulo também nos instrui a continuamente renovar nossas mentes e a levarmos cativo todo pensamento a Cristo (Rm 12.1,2; 2Co 10. 4, 5)

Para Examinar a relação entre Ideias e Culturas.
A fim de melhorar nosso entendimento dos motivos que levam pessoas a pensar e agir como pensam e agem. Porque as Cosmovisões são desenvolvidas em famílias, comunidades e sociedades, nós precisamos entendê-las claramente.

Tom Fulce, July 2000

Traduzido por Gaspar de Souza